19
out

Tuberculose está matando mais do que HIV e malária combinados

Tuberculose está matando mais do que HIV e malária combinados

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou um alerta sério informando que a epidemia global de TB é pior do que se pensava e que os esforços para pôr um fim nesta epidemia estão longe de alcançar seus objetivos.

A Estratégia pelo Fim da TB , adotada por todos os estados membros da OMS em 2014, tem por objetivo diminuir a incidência de TB em 80% e reduzir a morte por TB em 90% até 2030. Contudo, novos dados publicados pela OMS no Relatório Global sobre a Tuberculose em 2016, mostra que a taxa de redução dos casos de TB permaneceu estática em 1,5% de 2014 a 2015. A taxa precisa ser acelerada para 4-5% até 2020.

É preocupante observar que o relatório mostra que a carga de TB é maior do que a previamente estimada, matando mais gente do que HIV e malária combinados. Em 2015, estimava-se 10,4 milhões de novos casos de TB em todo o mundo e uma estimativa de 1,8 milhões de pessoas morreram da doença. Seis países responderam por 60% da carga total, com a Índia na liderança, seguida pela Indonésia, China, Nigéria, Paquistão e África do Sul.

A OMS diz que falhas nos testes para TB e de relato de novos casos continuam a ser os principais desafios, bem como as taxas de tratamento.

A OMS avisa que são necessários investimentos imediatos para lidar com a epidemia.

 

Referências

World Health Organization. WHO report warns global actions and investments to end tuberculosis epidemic are falling far short. World Health Organization. 2016 October 13 [Cited 2016 October 14] Available from: http://www.who.int/mediacentre/news/releases/2016/tuberculosis-investments-short/en/

Veja também

Comentários