3
mar

Novas diretrizes no diagnóstico e tratamento da espondilartrite

Novas diretrizes no diagnóstico e tratamento da espondilartrite

Novas diretrizes do Instituto Nacional para Saúde e Excelência em Cuidados (National Institute for Health and Care Excellence, NICE) do Reino Unido tem por objetivo aumentar o conhecimento sobre as características da espondilartrite e “fornecer orientações claras sobre que medidas tomar quando pessoas com sinais e sintomas se apresentarem pela primeira vez a unidades de saúde”.

As últimas estimativas sugerem que a prevalência global de espondilartrite deve variar entre 0,2% e 1,61%.

As diretrizes recomendam que pacientes com lombalgia com início antes dos 35 anos de idade e com duração superior a 3 meses, sejam encaminhadas a um reumatologista para serem avaliados para espondilartrite se apresentarem quatro ou mais dos seguintes critérios adicionais:

  •                         faz caminhadas na segunda metade da noite por causa de sintomas noturnos;
  •                         dor em nádegas;
  •                         melhora com o movimento;
  •                         melhora nas primeiras 48 horas após o uso de anti-inflamatórios não esteroides;
  •                         parente de primeiro grau com espondilartrite;
  •                         artrite presente ou passada;
  •                         entesite presente ou passada;
  •                         psoríase presente ou passada.

NICE disse ser necessário reconhecer que a espondilartrite pode se apresentar com sintomas diversos o que pode dificultar sua identificação. O instituto aconselha os médicos a “terem em mente que a espondilartrite axial e periférica pode passar despercebida, mesmo que seu início esteja associado a comorbidades estabelecidas”.

Referências

National Institute for Health and Care Excellence. Spondyloarthritis in over 16s: diagnosis and management. NICE guideline [NG65] National Institute for Health and Care Excellence. 2017 February [Cited 2017 February 28] Available from: https://www.nice.org.uk/guidance/NG65

Veja também

Comentários